Página ou Portal Maçônico
Samaúma

 





Sérgio Quirino Guimarães
ARLS Presidente Roosevelt 025
Segundas-feiras, Templo 801 - Palácio Maçônico – Grande Loja
Belo Horizonte – Minas Gerais
0 xx 31 8853-2969
quirino@roosevelt.org.br

 

 

 

 

 

POMPAS FÚNEBRES

 

 

SérgIrm Sérgio Quirino Guimarães



Saudações estimados Irmãos,
quando for necessário, façamos as
POMPAS FÚNEBRES

 

A própria expressão dá a real dimensão da sessão, desde que se compreenda que o substantivo quer dizer “aparato solene”. Não se trata da última homenagem ao Irmão que passou ao Oriente Eterno, pois eu costumo dizer que um Maçom só morre, quando morre o último dos que herdou seus preceitos morais.

A Loja estará trabalhando em SESSÃO FÚNEBRE e a cerimônia é dividida em Funeral Maçônico e Serviço Fúnebre. Uma das primícias é que só se realiza as pompas quando solicitado pela família carnal do Irmão, não é prerrogativa da Loja ou de algum membro promover a sessão.

Às vezes algum familiar poderá não se sentir bem com nossa ritualística e causar um grande desconforto.

Os detalhes:
1) A Maçonaria não é uma religião portanto muito cuidado em não transformar a Sessão Fúnebre em Culto, Missa ou Sessão Espírita, toda Potência possui um ritual especifico e que deve ser seguido na integra pois agregar algum aspecto pode levar ao sincretismo religioso e provocar-nos que assistem conclusões erradas.
2) A sessão poderá acontecer na casa do falecido, no velório ou no Templo, sendo neste último o melhor local.
3) É importantíssimo a presença de pelo menos 16 Irmãos (Vem.·. 1º Vig.·.  2º Vig.·.  Orad.·.  Secr.·.  M.·.  CCer.·.  3 GGuard.·.  e outros 7 IIrm.·. ), caso não haja Obreiros suficientes no Quadro da Loja, deve o Venerável Mestre solicitar a colaboração de Irmãos de outras Oficinas, com menos de 6 Irmãos é preferível não fazer.
4) Todos os maçons presentes deverão estar maçonicamente vestidos (terno, aventais, jóias e não usamos os balandraus, pois os não iniciados poderão julgar que se tratam de hábitos religiosos). Como é uma Sessão Pública não há problema de aqui constar parte da cerimônia, que eu transcrevo para que aqueles que nunca participaram da atividade possam conhecer e ao mesmo tempo, para que Irmãos de outros Ritos e Potências se manifestem sobre e como eles fazem. A ARLS Presidente Roosevelt 025 jurisdicionada a GLMMG trabalha com o Ritual Fúnebre Maçônico elaborado pelo Sereníssimo Grão Mestre Irmão Arlindo dos Santos (gestão de 16/06/1979 a 16/06/1985) com adaptações do Ritual Especial da Sereníssima Grande Loja do Estado de São Paulo:

Ven.·. M.·.  - EM nome do G.·. A.·. D.·. U.·.  declaramos a Loja Maçônica Presidente Roosevelt em Sessão Fúnebre. Irmão 1º Vig.·. , por que estamos reunidos aqui ?

1º Vig.·.  - Para prestarmos nossas homenagens póstumas ao nosso Irmão (citar o nome), que terminou sua jornada neste mundo e foi convocado pelo G.·. A.·. D.·. U.·.  para o Oriente Eterno.

Ven.·. M.·.  - Irm.·.  1º Vig.·. , quem restituiu a Luz ao nosso Irm.·.  chamando ao Oriente Eterno?

1o Vig.·.  - O G.·. A.·. D.·. U.·.  que ilumina nosso caminho neste mundo e na eternidade, conduzindo-nos ao imutável Templo da Verdade.

Ven.·. M.·.  - Irm.·.  2º Vig.·.  perdemos para sempre nosso respeitável Irmão ?

2º Vig.·.  - Somente em suas formas materiais e visíveis o perdemos, pois seu nome, suas obras permanecerão para sempre em nossa memória, como exemplo a nós outros, que aqui permanecemos temporariamente, aguardando a chamada do Eterno.

Ven.·. M.·.  - Irm.·.  2º Vig.·. , que devemos à memória de nosso inesquecível Irmão?

2º Vig.·.  - A expressão sincera de nossos sentimentos e o perfume das flores símbolo da regeneração.

Ven.·. M.·.  - E o que mais, meu Irmão?

2º Vig.·.  - Devemos também a aspersão do vinho, da água e do leite, símbolos respectivamente da força, pureza e candura.

Ven.M.·.  - Irm.·.  1º Vig.·. , que mais devemos fazer para homenagear nosso Irmão (citar o nome) ?

1º Vig.·.  - Queimar, respeitosamente, o incenso de uma fraternal recordação.

Continua.......

A intenção desse artigo é alertar as Lojas da necessidade de se prepararem para o inevitável e quando ele vier, prestar a justa e perfeita homenagem ao falecido, mostrar à sociedade a serenidade com a qual passamos pelo momento e instruir os mais novos quanto aos nossos valores. Ao Irmão Pedro Paulo Gonçalves Queiroga que em 05/02/1920 pediu a retirada de suas asas e veio habitar na Terra. Em 22/01/1949 foi iniciado na ARLS Presidente Roosevelt, elevado em 27/03/1951 e exaltado em 18/11/1957. Após 59 de trabalhos maçônicos, em 19/02/2008 foi convocado pelo Grande Arquiteto do Universo para reassumir suas asas e voltar ao labor no Templo da Verdade. Deixou para nós a herança que o verdadeiro líder não é aquele que fica até o ultimo instante sentado na frente dos Irmãos, mas sim caminha ao lado deles.

Em sintonia com o PROMAÇOM, que é o programa que visa à integração das Lojas Maçônicas, envio-lhe em anexo o quadro com as atividades das Lojas que se reúnem na Avenida Brasil 478 e de algumas Lojas situadas fora do Palácio Maçônico.

 

Grato pela atenção.

TFA
Quirino